Porque gamers deveriam dirigir os filmes baseados em jogos?

A resposta segue abaixo e tem cinco minutos de duração.

Existe a versão em alta definição que você pode ver no Youtube

Pra bom entendedor 1 frame basta. Trata-se de uma adaptação cinematográfica amadora do jogo Half Life 2 entitulado de The Escape From City 17. O orçamento para os dois primeiros episódios era de $500,00 dólares.

Pra quem se pergunta como eles fizeram as naves e os tripods, a equipe utilizou imagens do próprio jogo, e aplicaram isso ao vídeo, o resultado você viu.  Com essa estou inaugurando uma seção especialmente dedicada a essa série, pois mais episódios virão, e a seção será devidamente atualizada.

Palmas para os criadores.

Anúncios

Lara Croft além de visual novo, agora, possivelmente ganhará um filme novo

lara_croft_tomb_raider (WinCE)

E quando digo novo, é “NOVO”.

Dan Lin, produtor da Warner Brothers quer reativar o filme do Tomb Raider e dar uma renovada, pra início de conversa: Angelina Jolie não parece estar nos planos, e convenhamos, usar atores com excesso de fama e glamour em filmes baseados em games é apelar demais, é quase como chamar o telespectador de burro.

Por quê? Porque parece uma propaganda escrachada, gamers não querem atores famosos, querem filmes que mantenham a identidade dos jogos, e bollywood hollywood não viu isso ainda, e quando viu (no caso de Hitman), botaram o cara mais sem nexo pro papel do agente 47, mas isso é outra história. Agora, voltamos a programação normal…

Mas então afinal, qual a novidade? Os filmes do Tomb Raider foram feitos pela Paramount, mas os direitos do filme foram revertidos para a publisher pEidos. Em dezembro a Time Warner aumentou a sua participação na Eidos para 19.92% precisamente, inluindo nisso, os direitos de imagem para filmes baseados no Tomb Raider.

O que se espera é que eles possam ressucitar a Lara dos filmes, e possivelmente a dos video-games depois ;)

Aparecem imagens do filme do Max Payne

Novas fotos surgiram na internet do filme que será baseado e intitulado com o nome do jogo Max Payne.

Na direção de John Moore, Mark Wahlberg interpreta Max Payne, um detetive da polícia de Nova Iorque com conflitos internos e externos, em uma sombria, quase sinistra Nova York. Três anos depois do assassintado da sua filha recém nascida e a sua mulher, por um grupo de drogados, Max agora é um agente do DEA infiltrado na máfia da família Punchinello. O jogo ficou conhecido por seu efeito bullet-time no estilo Matrix, violência e promiscuidade.

O filme promete ser bom, não se sabe se o filme será mais focado em ação ou se na história do detetive, o que se espera é que haja um bom balanço entre história, reprodução da atmosfera sombria de Nova Iorque no jogo somado à boas doses de ação. É torcer pra que não saia no estilo “Hitman”. Filmes baseados em jogos tem sido uma sequência de fracassos, Hitman, o qual se mais esperava saiu uma verdadeira porcaria, onde o personagem foi completamente descaracterizado.

O filme têm previsão para chegar nos cinemas americanos no dia 17 de Outubro deste ano. Ainda não há data específica de lançamento no Brasil.

Confira abaixo as imagens coletadas na internet.